Fungetur é apresentado ao setor em reunião com entidades do setor público e privado

Publicado em 25 de fevereiro de 2021

A Federação da Agricultura e Pecuária do Distrito Federal (FAPE-DF) realizou nesta quarta-feira (25), no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-DF), um encontro com empresários e pessoas interessadas e ligadas ao setor do turismo rural para apresentar o Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

Participaram, representantes do Banco de Brasília (BRB), do Sindicato do Turismo Rural (Ruraltur), da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/Mapa), além do presidente da FAPE-DF, Fernando Cezar Ribeiro, e da superintendente do Sistema FAPE-DF/SENAR-DF, Kelly Cristina Costa.

Segundo o representante do BRB, Breno Silva, o fundo possui mais de R$ 500 milhões que podem ser utilizados para financiar, tanto capital de giro, quanto a aquisição de bens, máquinas e equipamentos turísticos, realização de obras civis para implantação, modernização, ampliação e reforma. “Estamos à disposição para que possamos atender da melhor forma e mostrar como o BRB irá agir com o Fungetur”, disse.

Para o presidente do Sindicato do Turismo Rural (Ruraltur), Fernando Mesquita, é importante a união de esforços entre instituições públicas e privadas para o desenvolvimento do turismo rural no DF, e que instituições como a SFA e a FAPE-DF, têm apoiado muito o setor. “A FAPE tem nos apoiado muito em várias iniciativas. É importante somar forças, tanto da iniciativa privada como do poder público”, destacou.

Ele disse ainda, que o turismo rural em Brasília é diferenciado e muito eclético. “Temos desde restaurantes rurais, acampamentos turísticos, hotéis fazenda, pousadas, turismo de aventura, e agora também, um destino novo, que é o enoturismo. É um turismo inteligente, perto de casa e longe da rotina”, ressaltou Mesquita.

Sobre o Fungetur

O Fundo, oferecido pelo BRB, objetiva o fomento e a provisão de recursos, entre outras destinações, para o financiamento de empreendimentos turísticos considerados de interesse do desenvolvimento do turismo nacional. O Fundo oferece três linhas de financiamento destinadas a empreendedores da cadeia produtiva do turismo local, com condições que variam conforme a categoria