Presidentes da CNA e do INCRA avaliam situação fundiária do País

Publicado em 25 de agosto de 2016

Imagem1

A questão fundiária do país foi debatida entre o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Leonardo Goés Silva, durante audiência realizada na terça-feira (16/08), na sede da CNA. João Martins disse que a CNA está aberta ao diálogo e disposta a colaborar com o Incra na busca de soluções para questões polêmicas, como as desapropriações de áreas destinadas à reforma agrária em “terras, muitas vezes, produtivas”.

João Martins lembrou que a CNA não é contrária à reforma agrária. Mas, segundo ele, não adianta apenas distribuir terras sem que o produtor tenha acesso à assistência técnica e financiamento apropriado. O novo Superintendente do Incra na Bahia, Helder Almeida de Souza, participou da audiência e ouviu do presidente da CNA relatos sobre problemas que envolvem notificações para fins de reforma agrária, em inúmeras fazendas produtivas em municípios baianos. O presidente do Incra prometeu analisar as eventuais distorções e garantiu estar aberto ao diálogo para superar as divergências e os conflitos fundiários. João Martins lembrou o trabalho realizado em todo o país pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) que, atualmente, leva assistência técnica a 35 mil produtores em todo o país.

 

Fonte: Informe CNA